jdia.com.br
NOTÍCIAS Enviada em 08/12/2010 às 10:41:10

Ferreira Gomes Energia S.A. investirá R$ 822 milhões e deverá gerar 10 mil empregos
Com investimentos de R$ 822 milhões, a hidrelétrica possibilitará a geração de 2.500 empregos diretos e 7.500 indiretos, o reservatório terá 17, 72 Km²
 
 GALERIA DE FOTOS
A reunião foi presidida pelo vice-presidente da FIEAP, Haroldo Pinto Pereira Houve a participação do presidente da empresa Alupar Investimento S.A., o Engenheiro Paulo Roberto Godoy (Foto: heverton mendes/jd)
 
Aconteceu na manhã desta terça-feira (07), no auditório da FIEAP a reunião entre a presidência da Federação das Indústrias do Estado do Amapá, mais de 80 empresários e representantes da empresa Alupar , que através de um leilão realizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) no dia 30 de julho conseguiu a concessão da estação de Aproveitamento Hidrelétrico Ferreira Gomes, que fornecerá energia renovável a todo o estado e também possibilitará a exportação a outros estados através da construção desta hidrelétrica, que se localizará no rio Araguari.

A reunião foi presidida pelo vice-presidente da FIEAP, Senhor Haroldo Pinto Pereira, representando a presidente Telma Gurgel. 

Houve a participação do presidente da empresa Alupar Investimento S.A., o Engenheiro Paulo Roberto Godoy, do vice-presidente da Alupar
Investimento S.A, José Luís Godoy, e do diretor técnico da empresa Ferreira Gomes Energia, Gastão Rocha.

Na pauta da reunião, os seguintes assuntos: o cronograma da construção da futura usina hidroelétrica, a contratação das terceirizadas, e um resumo da empresa e de suas atividades.

Na reunião Godoy, representante da Alupar fez uma explanação dos projetos do grupo, mostrando os potenciais, assim como, firmou compromissos com o SENAI quanto a área técnica, já que tanto para a construção da hidrelétrica, quanto para a manutenção a empresa pretende contratar mão de obra local, para isto o SENAI capacitará os profissionais necessários à empreitada.

O presidente em exercício da FIEAP, Haroldo Pinto falou deste apoio técnico da FIEAP. 

“A empresa precisará de mão de obra e também dará prioridade a fazer parcerias com empresas locais para a realização da construção da hidrelétrica. Para isso, ao SENAI caberá o apoio técnico com profissionais e capacitação”. Comentou Haroldo.

Investimentos

Com investimentos de R$ 822 milhões, a hidrelétrica possibilitará a geração de 2.500 empregos diretos e 7.500 indiretos, o reservatório da hidrelétrica terá 17, 72 Km². A hidrelétrica de Ferreira Gomes terá potência três vezes maior que a usina do Paredão, com 252 MW, o que gera energia para mais de meio milhão de habitantes. 

O presidente da Alupar falou da importância deste negócio para o estado.
A construção da hidrelétrica ocasionará a valorização do turismo, geração de empregos e capacitação de mão- de -obra local, aquecimento da economia regional e estadual e também tornará o estado mais independente das fontes de energia, assim como, trará maior desenvolvimento para os municípios de Ferreira Gomes e Porto Grande.

O contrato da empresa é de 35 anos e o presidente Godoy garante que este empreendimento funcionará de forma sustentável preservando o ecossistema atingido pela obra. 

O reservatório abrangerá a área rural do Município de Ferreira Gomes, sem afetar a área urbana.

Por Lívia Almeida Colaboradora
Ver lista completa